Qual a diferençã entre Lúmens e Watts?

20/10/2017
Compartilhe
São várias as diferenças entre as lâmpadas LED e as outras convencionais, desde o tempo de vida útil até a sustentabilidade. Em ambas as categorias, o LED sai na frente das suas concorrentes e oferece mais vantagens para o usuário. Quando o assunto é o consumo de energia, tanto as lâmpadas incandescentes e fluorescentes quanto o diodo emissor de luz utilizam o Watts como medida de potência elétrica. Porém, o LED faz uso ainda de outra medida: o Lúmen.

Ao comprar uma lâmpada de LED, é importante ficar atento e entender todas as especificações que são descritas na embalagem, já que elas podem fornecer informações fundamentais sobre seu uso. Muitas pessoas não sabem o que significa Watts ou Lúmens e o que os diferencia. Veja a seguir.

Lúmen

A unidade de medida da luminosidade, ou de luz, é chamada Lúmens. Graças a isso podemos saber a qualidade da luz emitida e o quanto ela vai iluminar. Por isso é importante que, ao adquirir uma lâmpada LED, a embalagem especifique tanto o valor de Watts quanto de Lúmens, porque um complementa o outro. Isso é o que conhecemos como eficiência luminosa, a qual define a quantidade de Lúmens (lm) que uma lâmpada ilumina por cada Watt (W) que é consumido. Por exemplo, o LED normalmente tem uma eficiência luminosa de 80lm/W aproximadamente.

Watts

A quantidade de energia que uma lâmpada consome é medida em Watts – é isso o que transforma a energia em luz. O LED é o sistema de iluminação que consome menos hoje em dia, com uma escala de 4W até 19W. Por outro lado, uma lâmpada incandescente pode chegar a consumir mais de 200W. Quanto menor for este valor, menor será o gasto de energia. Porém, uma alta ou baixa potência não influencia na eficiência da lâmpada: para isso deve ser considerada também a luminosidade, ou seja, o quanto ela ilumina ou quanta luz ela emite.